COMPARTILHAR

Há quem diga que nenhuma empresa sobreviverá no mercado funcionando apenas fora da internet. E partindo dessa premissa, a maior franquia de serviços domésticos do País lançou há seis meses a sua plataforma digital, de onde os clientes podem solicitar qualquer tipo de prestação de serviço para suas residências e empresas. O resultado foi um aumento de quase 20% no número de solicitações que chegam às unidades franqueadas.

Batizado de “Maria Brasileira Digital”, o recurso ajudou a turbinar a performance de franqueados da rede, que estão atingindo resultados ainda melhores dos que os observados antes do lançamento da ferramenta.

Em apenas seis meses de operação do e-commerce, a franquia recebeu milhares de pedidos via online, sendo mais de 70% destes consolidados por consumidores novos, que utilizaram o serviço pela primeira vez.

Para o sócio-fundador da Maria Brasileira, Eduardo Pirré, dessa maneira a franqueadora passa a alcançar aquela parcela de clientes que preferem resolver tudo pela internet, seguindo uma tendência observada mundialmente.

“Transformar o serviço em um produto e colocá-lo na internet é essencial para que a empresa possa crescer e atingir um público cada vez mais imerso no universo online”.

Além de elevar os resultados, com a plataforma online, na avaliação de Pirré, é possível ter uma visão mais analítica do negócio, inclusive com o uso de dados. Ao mensurar os primeiros resultados do e-commerce, a Maria Brasileira identificou, por exemplo, que a maior concentração de vendas via internet está na região sudeste (quase 90%), o que mostra a importância de intensificar ações nas outras regiões do País.

Também foi possível avaliar com maior velocidade quais eram os serviços mais consumidos, em quais horários e dias da semana. A rede aproveitou para mensurar a forma de pagamento mais utilizada que, no caso do e-commerce, é o cartão de crédito (63% dos casos), o que revela uma outra estratégia para composição de preços e promoções.

“A gente consegue englobar diferentes informações para traçar o perfil do consumidor online e desenvolver estratégias.”

Cancelamentos em queda
A experiência de venda 24 horas por dia e em 7 dias por semana, somada a uma nova abordagem ao cliente, também resultou em um número de cancelamentos muito menor do que os observados enquanto as vendas eram originadas por contato telefônico. Neste período, a Maria Brasileira conseguiu uma redução da taxa de cancelamento superior a 4%, o que gerou um faturamento adicional bastante representativo apenas nos três primeiros meses de funcionamento da plataforma.

“Trabalhamos por um check-out inovador, onde ofereceremos uma venda consultiva ao cliente. Até o momento, realizamos vendas em 156 cidades brasileiras de 21 estados. Com a chegada e adesão de franqueados à rede, a nossa liderança de mercado ficará cada vez mais consolidada”.

O mercado

Com o ambiente econômico voltando a registrar ventos positivos, o setor de prestação de serviços registrou alta de 0,8% no 3º trimestre de 2018, na comparação com o trimestre anterior, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia a Estatística (IBGE).

Este resultado representa o maior avanço desde o 1º trimestre de 2014, quando houve alta de 1,5% ante o trimestre imediatamente anterior, mostrando que uma tendência de curva ascendente.

Para a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), a estimativa é que o setor de serviços cresça até 2,1% neste ano, frente a 2018.

No franchising, as franquias de serviços domésticos estão inseridas no segmento de Limpeza e Conservação. Análise da Associação Brasileira de Franchising (ABF) mostrou que o segmento cresceu 1,1% em faturamento no terceiro trimestre de 2018, na comparação com igual período do ano anterior, ao registrar R$ 360 milhões em vendas.

Fonte: Portal do Franchising

Facebook Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here